Social Video Marketing

Social Video Marketing é uma parte de uma campanha de marketing, projetada para aumentar o engajamento do público através de atividade social em torno de um determinado vídeo.

Video Marketing
Video Marketing
Em uma bem sucedida campanha de social video marketing, o conteúdo, a estratégia de distribuição e os botões de curtir e compartilhar se combinam, para permitir que um indivíduo para "adicionar sua voz" ou aumente o valor do vídeo, posteriormente propagando aos seus círculos sociais.
Normalmente Social Video Marketing se beneficia de um efeito aumentado pelos "influenciadores" de um determinado agrupamento social.

Social Video Marketing inspira-se em torno da psicologia da compartilhar.

Editores criam vídeos a partir de roteiros, e imagens pré-gravadas para gerar conteúdo em plataformas sociais e impulsionar a distribuição de mídia.

Pode ser usado também streaming e edição em real-time para criar e compartilhar vídeo social nos formatos nativos como Facebook formato vertical para vídeo e vídeo para o Instagram Stories.

Diferença entre Social Video Marketing e Vídeo Viral

 

Video Marketing é diferente do marketing viral, que está mais alinhado com a natureza da auto-replicação.

Em contraste com o vídeo viral, onde o sucesso é normalmente medido unicamente sobre a taxa compartilhamento ou o número de impressões, o Social Video Marketing gera engajamento que traz a tão desejada conversão.

Vídeo Marketing bem feito tende a causar um interesse comum ou um senso de confiança entre a empresa e o consumidor.

Social Video Marketing atrai engajamento, com as observações e interações, tornando-se cumulativos, em vez de seguir em um caminho sem trajetória, como no caso de um vídeo viral.

Condições que tornaram o mercado propício para a ascensão do Social Video Marketing

 

  • Queda de custo de câmeras de alta tecnologia
  • Acesso dos consumidores a banda larga
  • Aumento da velocidade do computador/RAM
  • Facilidade de publicação
  • Ascensão de redes sociais

Informações Interessantes

 

Em um estudo de 2011 publicado em Psychological Science, um jornal da Associação para Ciências Psicológicas, Jonah Berger descobriu que os assuntos de compartilhamento de histórias ou informações podem ser conduzidos em parte por excitação.

Quando as pessoas são excitadas, seja devido a estímulos emocionais ou de outra forma, o nervo autônomo é ativado, o que impulsiona a transmissão social. Simplificando, evocar certas emoções pode ajudar a aumentar a chance de uma mensagem ser compartilhada.

"Em um artigo anterior, descobrimos que a emoção desempenha um papel importante.
Mas, curiosamente, descobrimos que, embora os artigos que evocassem mais emoções positivas fossem geralmente mais virais, algumas emoções negativas, como ansiedade e raiva, realmente aumentavam a transmissão, enquanto outros, como a tristeza, diminuíram.

Ao tentar entender o porquê, pareceu que a excitação poderia ser um fator-chave ", diz Berger, Professor Assistente de Marketing da Universidade da Pensilvânia.

No estudo, Berger sugere que sentir medo, raiva ou diversão leva as pessoas a compartilhar notícias e informações.

Esses tipos de emoções são caracterizados por alta excitação e ação, em oposição a emoções como a tristeza ou a satisfação, caracterizadas por pouca excitação ou inatividade.

"Se algo o deixa com raiva em vez de triste, por exemplo, é mais provável que você compartilhe isso com sua família e amigos porque você está super excitado", continua Berger.

Pronto para começar?

CONSULTORIA GRÁTIS AGORA
(12) 9-8198-0658